domingo, 25 de abril de 2010

Senhora da Graça...


Nem mais. Dia 24 de Abril estava destinado a um belo passeio de bike. inicialmente, tinha programado o dia para fazêr a clássica Porto-Lisboa, mas a falta de treino aliada à preguiça e a falta de logística, fizeram-me pensar em algo diferente e igualmente desafiador.

A reedição do Marco - Sra Graça - Marco, era a melhor proposta! 130 km com cerca de 2200 mts de acumulado e com uma subida a rondar os 7,5% de inclinação durante 8 km, pareciam um excelente desafio, para além dum passeio com uma beleza natural irrepreeensível.



A estrada entre o Marco e Amarante é simplesmente fabulosa. Um tapete bem composto a acompanhar um luxuriante verde nas margens e sempre com o Tâmega como acompanhante de luxo.
Em Amarante apanha-se um pouco de confusão, normal duma cidade em dia de feira, mas que rapidamente é ultrapassada, regressando nós às belas estradas secundárias, aonde um carro passa a cada 10 minutios, ficando nós com uma estrada para "biciclistas", hehe.



De repente, bum! Aí está ela ao longe.

A Sra da Graça, mal se vê, parece que nos diz logo que ali vamos passar pelas passas do Algarve. Imponente, mas muito bonita.

Em Mondim, reagrupamos no restaurante e dali foi cada um por si até ao topo. Impressionante a forma do furriel. Arrre... que o tipo de roda 26", sobe ao nosso ritmo!
As vistas na subida nem vou comentar, pois são algo de espantoso e indescritível.






Descida à campeão. Bife para os campeões e que bom que estava. Grelhado, soculento e tenrinho. Um verde branco a acompanhar o bife impresssionante também e a companhia dos meus amigos, que foram como sempre do melhor!

De lá foi o regresso. Já com algum peso nas pernas, já puxavamos a pensar no banho quentinho e revigorante em casa, seguido dumas horas de descanso.


128 km
2280 mts de desnível acumulado
23 km/h média

Um dia de ciclismo, como há muito eu não passava. Venham mais destes.

Se não pedalares...visita Mondim de basto e come um bife no "Nova Iorque", 5******

domingo, 18 de abril de 2010

Quero mais...Canelas




Depois dum passeio à Assunção bem durinho , hoje lá fomos de novo para a lama. O Btt quer lama e que melhor sítio para testar os Maxxis que em Canelas?

Mais uma vez, foram 2 os artistas deste filme, que me acompanharam nesta excelente volta e logo dois que me obrigaram a manter o ritmo bem vivo, fonix. Fernando e Rui Meireles, ambos a andar muito bem.



Foram mais de 40 km, entre Canelas e Avintes, começamos às 08h30 e acabamos ao meio dia, por aqui dá para ter uma ideia do andamento. Isto já com uma hora para saborear uma bela bola de berlim a acompanhar a já tradicional preta.

O Rui ficou maravilhado com os trilhos, pois foi a estreia dele em Gaia. Quanto ao Fernando, metade já ele conhecia.

Eu já não fazia aqueles trilhos à muito e os de Avintes estão fantásticos. Estão limpos emuito cicláveis. Quanto a Canelas, pequenina e cheia de surpresas, mas a destruíção da mesma não pára e não vejo melhorias. A meu ver, o pulmão de Gaia tem os dias contados se ninguém puser mão nos donos das pedreiras que lá estão.

Se não pedalares...dá um passeio pela Serra de canelas, um tesouro escondido.

sábado, 17 de abril de 2010

Assunção... mais uma vez!




Já a pensar na pequena subidita que temos para a semana, lancei o desafio aos colegas do costume de vir ao Monte Cordoba subir à Nª Sra. da Assunção em termos de treino. Como o tempo está mau (para alguns), só o Filipe e o bravo furriel e a sua roda 26", responderam à chamada. Umas pinguitas caíram realmente, mas o tempo esteve absolutamente magnífico para pedalar. Adiante...



De maneira a complicar aquele que nem é um passeio demasiado duro, decidi que a ida seria por Vilar de Luz e o regresso por Paços de Ferreira. Aliavamos um bonito passeio à dureza que quase 100 Km com alguma montanha, já exigem das pernas. Assim foi.



A subida ao ponto mais alto, hoje foi feita em pleno relax, já que fui a acompanhar o Filipe. Esse sim ía a cronometrar o tempo. Estando eu num estado de forma bem melhor que o dele foi um alívio e foi também a primeira vez que ascendi à capela sem puxar. Torna-se um troço bem agradável!
O Filipe fez cerca de 38 min. Tem muito que treinar. O Louco do Furriel, fez de roda 26" cerca de 28 min. Nada mau.

Curiosidade deste passeio, o novo stand de automóveis que existe na estrada de Vilar de Luz. Parque aberto e carros espaçados ao longo da estrada sem nenhum tipo de painel a indicar o preço de cada viatura. Meteram umas senhoras dentro dos carros que com certeza estarão lá, para responder a todas as dúvidas. Preço, cilindrada, Nº de cavalos, etc. LOL!

Se não pedalares...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Canedo...Ovar!



Hoje recebi uma chamada dum Papatrilho!

Eram 15h00, liga o vizinho Manuel com um convite inesperado, para uma volta que passava por Canedo.
-Mas que raio!! Ainda ontem lá fui! Fica para outra vez...

Passado 5 minutos ligo eu ao Manuel a perguntar aonde e a que horas, LOL. O vício é fod...
Ponto de encontro nos Arcos do Sardão, para nos reunirmos com mais 6 artistas das duas rodas e partirmos, tal ou quase tal, como uma verdadeira equipa de "biciclistas" rumo a Canedo. A malta era toda animada e eu já nem me lembro da última vez que pedalei assim em grupo, foi fantástico.
Gosto de treinar a solo, mas nada como um passeio entre malta animada para que este nem custe a passar.

O percurso, foi quase identico ao que tinha feito de véspera. 222, Canedo, Caldas de S. Jorge, Big Cansil e aqui decidimos esticar a corda e em vez de vir pela Nº1, fomos apanhar a 109 a Ovar. FOI A LOUCURA!
De referir a molha já no final do passeio, que veio dar um colorido especial à volta. Chuva grossa e com fartura, que por sorte começou a caír a 2 km de casa, hehe.

Se não pedalares...

sábado, 10 de abril de 2010

Penafiel...

Mais um ataque aos percursos do Fogueteiro, resultou numa manhã de ciclismo muito bem passada.

Nos 95 km que nos separavam do fim, passamos pela Vila de Crestuma, com as suas belas vistas sobre a Barragem. Acompanhamos o Douro até Entre-os-Rios, bebemos uma preta e pusemos a conversa em dia com o Bartes nas Termas de S. Vicente. Atacamos o centro de Paredes e a fabulosa subida até Baltar, seguida da valente descida até Campo e em Valongo encontramos um Domingueiro "desnatado", com quem também lavamos a roupa. O simpático Sílvio Barbosa. De lá, eu e o Pedro despedimo-nos do bom amigo, Filipe e foi uma pressinha até casa.

Tempo Primaveril, que fez com que os 95 km soubessem a pouco. Quando acabei o almoço já ía outra vez, hehe.


video

Se não pedalares...

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Paris-Roubaix...


The forest of Arenberg

É já este Domingo. Vem aí o "Inferno do Norte"

Se não pedalares... não percas esta guerra

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Foi hoje...

Pois é...embora o percurso Grande Gaia, já estivesse todo virtualmente reconhecido, faltava testa-lo e isso era um verdadeiro problema.
ERA!!




O problema não era testar o percurso. Eu é que não queria fazêr, 90 km de monte a solo, sabendo de antemão dos perigos que isso implicaria. Faltava-me um sócio.

O Pedro, andava com vontade de levar um empeno. No sábado tinhamos falado da disponibilidade dele em fazêr um passeio de dia inteiro esta segunda feira. Oh! Aí está! Vamos atacar Pedorido.





11 da manhã foi o arranque para aquele que para já, é o passeio de BTT do ano. 90 Km, 2000 de acumulado, vistas de tirar a respiração, subidas de morte e descidas de susto e uma Caneca de Panaché junto ao Rio Arda... FUCKING AMAZING!




Eram 20 quando acabei o duche, com aquela sensação de ter vivido um verdadeiro dia de BTT, nada mau. Vou já começar a tratar doutro assim.

Se não pedalares... acredita que fazes mal

sábado, 3 de abril de 2010

Grande Gaia...

Está quase...



Já há muito tempo que queria programar um passeio de um dia, perto de casa. Primeiro pensei em fazê-lo por Valongo, mas sendo Valongo a pátria de quase toda a gente que conheço, não me imaginava a apresentar nada de novo naquela zona.
Outro aspecto, é que fosse um passeio que possibilitasse que a malta de Gaia saísse de casa a pedalar, em vez de ír gastar não só material de btt, como 50 Km de combustível para aquele destino.

Assim começou à uma semana atrás a minha odisseia... organizar uma maratona, com cerca de 90 km de btt, pela bela margem sul do Porto e bem menos explorada.

Está quase pronta...

Se não pedalares...